Guaratinga Saúde Ultimas Noticias

GUARATINGA: Prefeitura promove dia “D” do Outubro Rosa com palestras e depoimentos sobre o câncer de mama

A Prefeitura Municipal de Guaratinga, através da Secretaria de Saúde, realizou nesta segunda-feira, dia 23/10, no Auditório da Loja Maçônica, um dia “D” do Outubro Rosa. Com palestras, depoimentos, simulações e orientações audiovisual; esclarecendo a importância do autoexame e os cuidados que o público feminino deve ter com o seu corpo.

O evento teve início, às 14h, com uma palestra proferida pela Drª Christine Pinto, Médica ginecologista e obstetra, que falou sobre a importância do autoexame, e apresentou simulações de como a paciente deve realizar o toque nas mamas, verificando a presença de nódulos e outras alterações.

Em seguida, o Dr. Hugo Cedras, especialista em Mastologia, ministrou uma palestra sobre as maneiras de prevenir o câncer de mama, uma das doenças que mais atinge as mulheres em todo o mundo, e às vezes de modo silencioso. O palestrante falou sobre as preocupações que as mulheres devem ter não só durante o banho de corrigir as mamas, mas de apreciar e cuidar mais do corpo inteiro. Nem sempre o autoexame, consegue detectar a presença de nódulos ou tumores benignos ou malignos, mas em primeira mão é um procedimento importante que pode auxiliar no diagnóstico da doença, com a realização de exames clínicos complementares.

Dr. Hugo, falou ainda, que nem sempre a presença de nódulos significa que a pessoa esteja com câncer; na maioria das vezes, pode ser um nódulo benigno ou uma má formação dos seios. Portanto, ao fazer o autoexame, e a pessoa notar a presença de nódulos não deve se assustar, mas procurar um especialista para realizar os exames necessários, a fim de diagnosticar o tipo da doença. Lembrando que a mamografia é o principal método de detecção do câncer de mama, que consegue detectar o câncer na fase inicial, aumentando as chances de cura da paciente.

Ao final, o Psicólogo, Alisson Ribeiro, falou sobre as prevenções e a saúde mental do paciente, pois a pessoa ao saber que está com esse tipo de doença, recebe uma carga psicológica de auto impacto, que desestimula até mesmo a procurar tratamento.

Ter um câncer, não quer dizer que a pessoa vai morrer. Embora, se não for submetida a um tratamento adequado, pode levar a esse tipo de resultado. Ou ainda, quando a doença for diagnosticada em seu estagio final.

O publico feminino, marcou presença maciça durante todo evento, com participação direta, tirando dúvidas, fazendo perguntas e ouvindo depoimentos de pessoas que foram submetidas ao tratamento de câncer e estão reabilitadas para exercer as atividades do cotidiano.

Câncer tem cura. Faça o autoexame. Um toque que pode salvar sua vida!

Comentarios

Faça seu Comentario

Publicidade: