PolíciaUltimas Noticias

Ação de funcionário de hospital levou à prisão ex-vereador de Itabuna

O ex-vereador Clóvis Loiola foi preso após um funcionário do Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus, acionar a Polícia Militar, nesta última terça-feira (2), quando a filha de uma paciente informou que o ex-presidente da Câmara de Itabuna havia cobrado para encaminhar a mãe dela para cirurgia. O caso foi narrado também à delegada que cuida do caso, Rita de Cássia Ribeiro, em Ilhéus.

Loiola foi preso em flagrante e ainda existia contra ele mandado de prisão por estelionato. Durante depoimento, o ex-vereador disse que costuma fazer ação assistencialista, marcando consultas e exames, segundo afirmou a delegada em entrevista à TV Santa Cruz. Loiola “caiu” ao cobrar pela marcação de cirurgia e o hospital ser informado do “pedágio” do ex-vereador.

O ex-vereador deve ganhar liberdade nesta quinta (4) ao pagar a fiança estabelecida pelo juiz Guilherme Barros Júnior, da Vara Criminal de Ilhéus, durante audiência de custódia nesta tarde. A fiança está fixada em 20 salários mínimos, segundo o Políticos do Sul da Bahia. O valor hoje corresponde a R$ 19.960,00.

Loiola chegou ao fórum vestindo uma camisa escura, com a qual escondeu o rosto das câmeras, e acompanhado por outros presos submetidos à audiência de custódia.

Atendimento é gratuito

No início da noite, a direção do Hospital Regional Costa do Cacau emitiu nota em que reforça prestar “exclusivamente serviços gratuitos através do Sistema Único de Saúde/SUS”. Ainda na nota de esclarecimento, a direção do hospital orienta a quem presenciar qualquer cobrança por procedimento a comunicar o ocorrido à direção e à polícia.

 (Informações: Blog Pimenta)

Comentarios

Faça seu Comentario