EducaçãoGuaratingaUltimas Noticias

Formatura do PROERD reúne mais de 200 alunos da rede municipal em Guaratinga

Cerca de 200 alunos da rede municipal de ensino da cidade de Guaratinga participaram na manhã desta quinta-feira (28), da solenidade de formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD). A formação foi desenvolvida por policiais da 7ª CIPM de Eunápolis e recebeu total apoio da Prefeitura Municipal através da sua Secretaria Municipal de Educação.

O Evento que lotou o Centro Cultural Daniel Santos contou com a participação do Major Vagner Gonçalves Ribeiro, comandante da 7ª CIPM, Tenente PM Araújo (Comandante de Guaratinga), da prefeita Christine Pinto, secretária de educação Fabiana Barbosa, dos diretores escolares Ricardo Silverio, Delvani Ferreira e Elma Santos, vereadores Paulo da Costa, Jadel Vaz e Marcone Rodrigues, além de representantes eclesiásticos, empresários locais e sociedade civil com grande representação dos pais de alunos.

Durante 12 semanas, os alunos das escolas municipais Joessy Pereira dos Santos, Instituto de Educação de Guaratinga e Renascer I passaram por uma experiência única, e de grande valia para toda sua vida. Os PMs instrutores foram Alonso Torres de Oliveira e Darriely de Paula Meneses e Silva, que orientaram os alunos sobre os malefícios das drogas para a saúde e os ensinaram a resistir às pressões para entrar na criminalidade. Como contra partida do bom ensinamento, os alunos homenagearam os instrutores com apresentações teatrais e mensagens de carinho.

Prefeita Christine Pinto

Seguindo o rito da solenidade, foram premiados 08 alunos por desenvolverem as melhores redações com base nas 10 lições do programa, cujo tema foi: “Resistindo às Drogas e à Violência”. O aluno Pedro Silva Novais foi o escolhido para pronunciar o juramento PROERD, que foi acompanhado pelos demais reafirmando o compromisso de resistir às drogas e a violência.

A prefeita Christine Pinto Agradeceu o empenho de todos os agentes do setor da educação que contribuíram para o desenvolvimento do Programa e de modo especial ao comandante da 7ª CIPM por colocar o PROERD em Guaratinga. “Obrigado a todos, de coração! Estou muito emocionada e feliz de ver jovens comprometidos como vocês. O mais importante de tudo é que cada um desses alunos saiam daqui e coloque o programa em prática. Diga não as drogas, não a violência, diga não ao bullying, diga não ao álcool, porque vocês são jovens e tem um futuro brilhante pela frente”. Destacou Christine.

Com uma mensagem inspiradora o Major Vagner Gonçalves Ribeiro chamou a atenção para a digna contribuição da PM para com a sociedade, por meio dos trabalhos desenvolvidos pelo PROERD, que  é sustentado por três pilares, que são a família, a educação e a polícia. “Esse é o nosso papel, fazer a nossa parte, sem dar ouvidos aqueles que dizem que é difícil e que não vamos conseguir. O trabalho é árduo, mas tem que ser feito e a Policia Militar tem se destacado na sua missão que é o PROERD, que além de cumprir o papel nas escolas formam pessoas de bem”. Disse o Major.

Major Vagner Gonçalves Ribeiro 7ª CIPM

A Secretaria Municipal de Educação, em especial a Comissão de Frente agradecem a todos os colaboradores, dentre eles, comerciantes, amigos e sindicatos de Guaratinga, que contribuíram de forma gratificante na realização deste evento.

SOBRE O PROERD

O PROERD teve sua origem em 1983, do D.A.R.E (Drug Abuse Resistance Education) do Departamento de Polícia de Los Angeles – Estados Unidos da América, com estruturação em forma de pirâmide cujos vértices são Escola, Polícia e Família. No Brasil o Programa chegou em 1992, no Estado do Rio de Janeiro e foi a partir da Academia da Polícia Militar do Barro Branco, no Estado de São Paulo que expandiu para os demais Estados da Federação e o Distrito Federal. Na Bahia o PROERD chegou em 1998, mais ganhou força em 2003, tendo sua institucionalização e estruturação administrativa no ano de 2007. O Programa é mundial e aplicado com sucesso em mais de sessenta países.

O escopo do Programa é educar as crianças e adolescentes através de um modelo sólido de tomada de decisão, para que não ingressem no mundo das drogas, com aplicação de currículos para educação infantil, anos iniciais, 5º e 7º ano do ensino fundamental e também para a comunidade.

As lições do PROERD trabalham os seguintes aspectos:

  • Compreensão dos efeitos das drogas;
  • Lidando com as tensões;
  • Maneiras de dizer não;
  • Fortalecendo a autoestima;
  • Resistindo à violência e às pressões das gangues;
  • Resolução de conflitos sem recorrer à violência.

Por: Estevão Silva – guarananet.com

Comentarios

Faça seu Comentario