Educação Guaratinga Ultimas Noticias

GUARATINGA: Professores municipais recebem 13° salário de 2014 pela metade

Nesta quarta-feira (31), os professores municipais de Guaratinga, que são nomeados atuantes na área educacional, além de outros que possuem desdobra de turno de trabalho, só receberam metade do 13° salário ou tiveram parte não repassada pela prefeitura municipal.

Para os profissionais, que se reuniram em assembleia da categoria, que foi realizada na tarde desta quarta-feira (31), acreditam, que tudo isso não passa de mais uma manobra estratégica do prefeito Kenoel Viana (PV) para tentar ludibriar a classe e ficar bem na “fita” neste final de ano, já que durante o ano de 2014, a atual Gestão municipal tem causado grandes transtornos na vida financeira dos professores que vivenciaram a dura rotina de passa por diversas humilhações para receber corretamente seus vencimentos salariais.

De acordo com Gilson da Paixão, presidente da APLB Sindicato, a desculpa da insuficiência de repasse financeiro do FUNDEB, apenas camufla a péssima administração dos recursos da educação no município, o que acabou refletindo no pagamento do 13° salário de 2014 dos professores. Durante a assembleia, Gilson apresentou valores financeiros repassados ao município, que ultrapassam o valor de R$ 1,5 milhões, que estaria disponível para quitar a divida com os professores. Gilson relatou ainda que, em uma conversa com a parte administrativa da prefeitura ficou claro que a falta do repasse completo dos proventos dos educadores se deve, a não consideração de que professores que tem desdobra de turno possui o direito de receber o 13° de maneira integral. Quanto aos educadores nomeados, estes são considerados como cargo de confiança.

Diante todas as explanações discutidas na assembleia, os professores decidiram que tomarão todas as medidas necessárias para que todos os profissionais recebam o que faltou no 13° de 2014. Outra decisão tomada foi de protocolar a partir desta quinta-feira (01), um documento na Câmara Municipal de Vereadores, a fim de pressionar os Edis, a se empenharem na fiscalização dos recursos públicos do município. O documento a ser protocolado com os vereadores, dá prazo de 72 horas para que a Câmara se reúna e tomem providencias quanto à falta de pagamento dos 50% do 13° de 2012 e restante do 13° de 2013 e 2014. Caso não haja respostas dos vereadores, a APLB Sindicato Núcleo Garça Branca de Guaratinga promete entra com uma representação na Justiça contra a Câmara de Vereadores, por falta de fiscalização dos recursos públicos, além de conivência com descaso público no município.

A Coordenação Sindical convocou todos os filiados para se fazerem presentes na reunião desta quinta-feira, a qual acontecerá à posse do vereador Isaias Pereira Resende (PSC), como novo presidente da Casa Legislativa de Guaratinga. A reunião dos vereadores está prevista para acontecer as 09:00hs da manhã desta quinta-feira.

Por: Estevão Silva – guarananet.com

Comentarios

Faça seu Comentario